GM faz parceria de R$ 3 bilhões no Brasil com MWM

gm-logo-sm.jpgO presidente da General Motors do Brasil e Mercosul, Jaime Ardila, e o CEO da MWM International, Waldey Sanchez, assinaram na manhã desta terça-feira (22) na sede da montadora em São Caetano do Sul, SP, uma parceria para o fornecimento de 420 000 motores Diesel entre os anos de 2011 e 2018. O negócio, estimado em R$ 3 bilhões, será “o maior contrato já assinado pela GM com um fornecedor no Brasil”, frizou Johnny Saldanha, vice-presidente de compras e cadeia de suprimentos da divisão LAAM (América Latina, África e Oriente Médio) da montadora norte-americana. Ao fim dos sete anos previstos em contrato, a MWM estima o fornecimento de 1,25 milhão de blocos Diesel em 44 anos de união.

A fornecedora de propulsores anunciou que uma nova família de motores 2.8 l de 4 cilindros em linha será criada e atenderá à norma de emissão Euro 4, podendo receber melhorias para também cumprir os limites da Euro 5. As plantas da fornecedora de motores em Canoas (RS), Santo Amaro (SP) e Jesús Maria, na Argentina, receberão um investimento de US$ 80 milhões e serão destacadas para cumprir o volume de produção estimado, com até 60 000 motores por ano durante o prazo estipulado. Segundo a GM, esses propulsores equiparão “uma nova linha de veículos da GM, que serão lançados pela Chevrolet a partir de 2011 para o mercado interno e exportações”. Apesar do os executivos da montadora negarem, fica claro que se trata da nova família que substituirá a dupla S10/Blazer, lançada há 13 anos.

Recentemente, a Chevrolet anunciou um investimento de R$ 200 milhões na implantação de uma nova unidade fabril em Joinville, SC, para a produção de motores. De acordo com Jaime Ardila, essa planta produzirá apenas os blocos da chamada Família 1; no caso, priorizando o 1.0 l e o 1.4 l. O executivo também sinaliza que o acordo firmado nesta terça-feira “está em sintonia com o objetivo estratégico de chegar ao ano de 2012 com toda a linha Chevrolet completamente renovada”. Outro investimento de R$ 500 milhões na unidade de São José dos Campos, SP, objetiva o desenvolvimento desses novos produtos, assim como a expansão do próprio complexo. Tudo para agradar a um mercado que, ao longo do tempo, “ficou cada vez mais sofisticado e exigente”, como analisou Ardila.

Via Carro Online

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>