Salários de mecânicos, engenheiros e outros cargos da Fórmula 1

Creio que todo mundo que gosta e acompanha automobilismo já teve esse sonho de um dia estar trabalhando em uma grande equipe da Fórmula 1. E um dos grandes estímulos para isso seriam os salários, que muitos pensam ser estratosféricos (e alguns até são, mas não a maioria).

O jornal espanhol Marca resolveu ir atrás e matar um pouco dessa nossa curiosidade, porém a pesquisa foi feita com equipes intermediárias, ou seja, não se trata de uma Ferrari, Red Bull ou McLaren por exemplo. Segundo a matéria são cerca de 90 pessoas que compõem uma equipe de Fórmula 1.

ferrari f1 boxes

Então vejamos alguns salários:

Funções administrativas (valores pagos anualmente):

– Gerentes de Contas Publicitárias: 70.000 euros a 207.000 euros.
– Assistente de Conta: 50.000 euros.
– Assistentes de Marketing: 24.000 euros a 71.000 euros.
– Secretária: 24.000 euros.

Funções técnicas (valores pagos anualmente):

– Engenheiros de Pista: 110.000 euros a 327.000 euros.
– Chefe de Departamento: 80.000 euros.
– Analista de Telemetria: 70.000 euros.
– Engenheiro Júnior: 50.000 euros.
– Técnico de Produção/Fabricação: 50.000 euros.
– Chefe de Mecânicos: 60.000 euros.
– Mecânico principal do carro: 50.000 euros.
– Mecânicos Assistentes: 45.000 euros.
– Chefe de Motoristas: 45.000 euros.
– Motorista: 40.000 euros.

E aí, era o que você esperava? Imagine quanto não paga uma equipe de ponta então né? Mas não pense também que é um mar de rosas, afinal em fim de semana de corrida os funcionários chegam a trabalhar 16 horas por dia. Viagens constantes, que para alguns pode ser ótimo, mas para quem tem família não é algo tão confortável assim.

Enfim, se você se encaixa no perfil e que respirar e viver esse mundo ‘glamuroso’, fique de olho pois as equipes constumam divulgar vagas em seus respectivos sites oficiais.

Via Testostena Sports

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *